Straits Videos

Loading...

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

UHF DE VOLTA AOS DISCOS

.
PORQUÊ?
.
É recente a edição do último disco dos UHF. Saiu no dia 4 e comprei-o no dia 5, estranhamente mais uma vez chegou primeiro à cadeia Woorten do que à Fnac onde se publicitava a entrega de uma t-shirt com os primeiros 500 discos. Aproveitei e comprei ai sim na Fnac o grandioso "Em Lugares Incertos" onde consta para além das canções pertencentes ao vinil com o mesmo nome as canções do máxi "Hesitar" e dois inéditos.
Passados alguns dias ainda não tenho formadas todas as minhas opiniões sobre "Porque?" mas no global já sei do que gosto e do que não gosto. Dispenso as canções de amor, rejubi-lo com as canções de intervenção politica e com a denuncia aos sacanas gozam com a dignidade do pais. Destaco duas canções : "Porque?" e "Cai o carmo e a trindade".
.
"Eles vão ficar à solta..." frase denunciadora em "Cai o carmo e trindade" sobre o sistema judicial, sobre os manipuladores, os violadores que saiem impunes, sobre o proteccionismo que a lei dá aos criminosos, sobre os barões esbanjadores dos dinheiros públicos, em contraste com o tipo que rouba para comer e vai parar ao xadrez.
Porque? Outra vez o naufrágio Português?
Porque? É pergunta que o povo faz com amargura.
Porquê? Até morrer tenho direitos, quero saber...
.
Nestas canções o António acaba por revelar o sentimento de desilusão generalizado de um povo que se iludiu acreditando num governo que deitou tudo a perder.
Momentos de "raiva", à antiga, à "Personna", "...esta marca lusitana francamente não me agrada..."
.
A reforçar o lado de intervenção social do disco aparece "Vejam bem" de José Afonso, um tema forte onde destaco a guitarra de António Corte Real.
Para além da canção atrás mencionada também uma outra versão consta no disco, "O vento Mudou", um tema antigo que fez parte de um festival da canção há muitos e muitos anos.
.
Em 1993 quando saiu a menina eu não gostei, nem sei bem porque, talvez porque nos registos anteriores os UHF nunca tenham feito uma versão, quanto muito recordo-me de na primeira passagem pelo coliseu de terem tocado "Road House Blues" dos "Doors". A "Menina" abriu um precedente e as versões nunca mais pararam algo que honestamente nunca me agradou. Guantanamera roçou o ridiculo.
.
"Porque?" segue a linha de "Há Rock No cais" com canções curtas direccionadas aos concertos. Há muito que desejo um disco com canções estruturalmente diferentes na linha de "Quero estoirar" ou "Sonhos na estrada de Sintra". O "La Pop..." continua a ser em minha opinião a grande obra musical dos UHF nestes últimos anos.

Sem comentários:

Enviar um comentário