Straits Videos

Loading...

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

De novo em TERRA FIRME






Foi com alguma surpresa que quando consultei o cartaz do Festival da Sardinha vi o nome "Trovante" na lista de artistas e bandas convidadas para animar o certame. Dias depois vi novamente o nome da banda no programa da Festa do Avante. Agradou-me, fiquei entusiamado com a possibilidade de voltar a ver uma das bandas mais importantes que alguma vez Portugal já teve. Este regresso, ainda que temporário (penso eu), agradou-me e acabou por ser aquilo que eu esperava que fosse, emocionante e saudosista. Frente ao gigantesco palco montado no recinto do festival esteve uma plateia repleta de gente que há muitos e muitos anos esteve lado a lado com as canções de uma banda que se tornou histórica. Os músicos mostraram a cada momento a alegria de estarem a partilhar o mesmo palco e a tocarem as canções de outros tempos, entre sorrisos e abraços os "Trovante" conseguiram contagiar os milhares de pessoas presentes.





"Vocês fizeram os dias assim", "Perdidamente", "Saudade", "Deixa lá", "Comboio", "Um caso mais", "Noites de Verão", "125 azul", foram algumas das canções que arrancaram os aplausos e côros dos presentes. Destaco as minhas músicas preferidas "Esplanada", "Timor" e "Memórias de um beijo", boas canções, canções históricas, canções que confesso já não esperava ouvir com Represas lado a lado com Faria, Gil, Salgueiro, Júdice, etc. Soberbo.




Um momento especial aconteceu quando em "Perdidamente" Represas cantou acompanhado ao piano pelo Faria, Represas e o público foram um só e no final Represas soltou:




"- Ja tinha saudades de cantar isto contigo a meu lado."




Seguiu-se um abraço, um cumprimento que Faria estendeu a João Gil quando este regressou ao palco. Foi bom ver os Trovante com chama, como se estivessem novamente a começar e aqui deste lado fica a recordação de uma noite feliz, uma noite onde as "imagens" que ficam são mais do que as canções.




Depois de um fim anunciado, o primeiro e o segundo regressos para terminar ao som de um hino,"Timor". Seguiu-se a retirada final rumo a um novo fim com passagem pelo palco do Avante, um palco histórico à medida da história de uma banda. Ai, as palavras irão ter outra dimensão, as emoções serão outras certamente, a história, a verdadeira história irá resuscitar.








Bem hajam os Trovante!!!!!!!


ps: ao longo do espectáculo registei diversas fotos que conto publicar com a maior brevidade na pagina do facebook e na página do Olhares.
















1 comentário:

  1. Sem dúvida uma oportunidade rara para ver os grandes Trovante. Se nada acontecer de anormal estarei na festa do Avante.

    ResponderEliminar